Visitantes indesejados

11/07/2016 – Nesta noite, ao sair do corpo encontrei duas entidades no meu apartamento. Um era um moreno alto e magro e o outro era um moreno bem gordinho. Fui camarada com eles e eles também não demonstraram nenhuma hostilidade. Perguntei: “O que fazem aqui?” e o magro respondeu: “Nada, estamos aí.” eu disse em um tom de brincadeira: “Não quero vocês aqui não, venham aqui!”. Levei os dois para minha área externa, apontei para cima e e disse: “ Vão embora!” O moreno magro me olhou com um olhar meio confuso e apontou para o andar de baixo onde tem a porta de saída e disse:” Mas é lá embaixo.” eu disse: “vai voando ué!” (como eu tenho a capacidade de controlar minha maneira de locomoção, ou seja, voar, andar, levitar, penso que os todos os espíritos também o tem). É sabido que entidades ainda muito apegadas ao plano terreno e às coisas da carne continuam com as mesmas limitações do corpo físico, então aqueles dois realmente não sabiam que podiam voar e nem conseguiriam tal feito). Então disse a ele: “Vou ajudá-los”. Peguei na cintura do magrinho e empreendi um pequeno vôo com ele em torno do meu terraço. Vi o gordinho lá embaixo e fui busca-lo. O magro preso pela cintura pelo meu braço direito e o gordinho preso pela cintura pelo meu braço esquerdo. Empreendi um vôo com os dois saindo do meu terraço. De repente senti um tracionamento e voltei de imediato para o corpo físico. Na hora eu pensei: “Vixe, acho que os dois despencaram lá do alto!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: