Assistência Extrafísica

06/07/2015 – Fui deitar por volta das 23h. Fiz meus exercícios de praxe, recitei meu mantra e senti uma forte presença no meu quarto. Não me deixa dúvidas de que é meu amparador. Disse em pensamento para ele: “Que bom que você chegou! É sinal de que a noite será proveitosa. Gostaria de dizer, que me encontro à disposição para quaisquer trabalhos que forem necessários, pelo bem da humanidade. Seja de forma consciente ou inconsciente, gostaria de ajudar. Estou me sentindo um verdadeiro turista astral e gostaria de mudar isto, fazendo algo de bom. Se eu for merecedor, estou à disposição.” Então continuei com meus exercícios e mais tarde cai no sono.

Numa condição incomum, minha lucidez despertou quando já estava fora do corpo. Normalmente não ocorre perda de consciência, ou seja, ou estou acordado no momento do início da projeção ou então acordo no momento em que o E.V. se instala e acompanho desperto todo o processo de emancipação da alma, os deslocamentos e mudanças de dimensões até o momento do retorno ao corpo, sem perda de consciência. Na ocasião, meu corpo astral estava em catalepsia astral, completamente paralisado, assim como o corpo físico deitado na cama, inclusive meus olhos astrais estavam fechados, paralisados, assim como os meus olhos físicos, então não tive percepção de imagens momento algum. Penso que estava dentro do meu quarto, bem próximo ao corpo físico, devido a esta condição. Escutava um gemido e não sabia se alguém sofria uma dor forte ou delirava. De início fiquei com medo, por não ter a imagem do que se tratava e comecei a exteriorizar energias em torno do meu corpo afim de me defender mas depois percebi que devia fazer algo a favor daquele que sofria. Então fiquei exteriorizando e mirando na direção de onde percebia o som. Percebi que a pessoa se aproximava de mim até o momento em que segurou nos meus braços que estavam paralisados sobre o meu peito, assim como no meu corpo na cama. Ele gemia, pois parecia que estava numa situação muito degradante, pode ser por esse motivo que eu estivesse com os olhos forçosamente fechados, para que não me assustasse com o que pudesse ver. Ele segurava meus braços com o corpo bem próximo ao meu e eu sentia o vento da sua respiração resvalando os meus braços. Ali ficamos certo tempo emanando energia. De repente deixei de percebe-lo. Comecei a ouvir uma outra pessoa naquele momento, uma mulher, no mesmo sofrimento. Então aconteceu a mesma coisa. Ela se aproximou de mim e também ficamos ali determinado tempo. Quando terminou, despertei no corpo físico.

Ficou uma deliciosa sensação de missão cumprida e de gratidão ao Criador e aos amparadores, que me escolheram para vivenciar aquela experiência magnífica, de ajuda a quem precisa.

Todo o projetor deve intencionar a prática do bem ao próximo durante as suas projeções. Os amparadores extrafísicos dependem de nossas energias densas no socorro de entidades que se encontram em perturbação.

  • Saiba mais sobre os Amparadores Espirituais clicando aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: