Presença de Assediador

19/02/2017

Estava dormindo e de repente despertei com um pequeno tranco. Era o início de um EV. Eu estava com os olhos físicos fechados porém enxergava com os olhos astrais. Parecia que estava no corpo físico mas na verdade já estava um pouco descoincidido. Estava deitado de bruços, mas enxergava não só o que estava à minha frente, mas também o que estava atrás da minha cabeça, comprovando que em corpo astral podemos ter visão de 360°, como dizem outros projetores e clarividentes. Parecia madrugada pois o quarto estava muito escuro. Percebia movimentações que pareciam símbolos escuros, tão escuros quanto o quarto, num movimento frenético. Não podia vê-los com nitidez. Podia ver também algumas pequenas formas se movimentando em torno da minha cabeça, eram elementais artificiais, também chamados de formas pensamento, criados pelo padrão vibracional dos meus últimos pensamentos e sonhos. Sentia a presença de alguém no ambiente. Eu estava abraçado ao travesseiro, numa posição muito confortável. Meu corpo estava paralisado devido a catalepsia. Pensei que a presença que sentia no momento não era das mais agradáveis. Preferi ficar ali, com meu corpo físico paralisado, observando o que estava por vir, quando de repente surge pairando em cima de mim uma entidade que não pude identificar. Ele parecia um conjunto daqueles símbolos que descrevi antes, com movimentos frenéticos, mas eu podia muito bem distinguir seu corpo, cabeça e braços. Percebi que ele estava estendendo uma das mãos para mim, querendo que eu fosse com ele. Pensei em experimentar ir com ele somente para descobrir o que sucederia. Eu, que estava deitado de bruços, com meu braço direito abraçando o travesseiro e com a mão no ombro esquerdo. Consegui esticar meus dedos astrais oferecendo para ele a minha mão. Ele então esticou a mão encostando os três dedos (indicador, médio e anelar) junto aos meus numa tentativa de me puxar. (Impressionante como o toque entre os corpos astrais possuem uma carga de energia tão peculiar que parece mais intenso e de maior sensibilidade do que percebemos no corpo físico). Tentei me desprender do corpo físico e segui-lo, porém um pequeno esforço para isso, encerrou a catalepsia e junto com ela aquele leve formigamento e então pude sentir uma pequena queda, a do reacoplamento ao corpo físico, e como se acendessem as luzes, todo o ambiente ficou claro e normal, pois não era madrugada como pensava e sim 7:00h da manhã de um belo domingo de sol quente. Continuei sentindo aquela presença no meu quarto por um bom período. Fiquei emanando energias tentando limpar meu ambiente e peguei novamente no sono.

É muito interessante como se dão as percepções quando estamos em estado alterado de consciência. É um longo caminho de estudos.

2 comentários em “Presença de Assediador

Adicione o seu

  1. Estava sentindo falta de suas publicações, Lindolfo!
    Interessante experiência, mas pelo que entendi fico feliz em saber que vc retornou ao corpo físico rápido… rsrs

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: